COMPARTILHE CONHECIMENTOS!


Nelson Mandela dizia: "A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo."

Eu acredito nisto!

Por favor, sempre que possível comente!

__________MUITO OBRIGADA PELA VISITA!__________

*********Total de visitas!*********

Indique o Site!
Registre sua presença no meu de livro de visitas. Críticas, sugestões e elogios são bem vindos.

Mais uma vez obrigada pela visita!



* Queridos,os comentários na parte superior de cada postagem (em negrito) refletem exclusivamente o meu ponto de vista e observações sobre a matéria. Qualquer esclarecimento basta entrar em contato.

Aislane Pinto.


24/08/2009

COM PLANEJAMENTO É POSSÍVEL PAGAR MENOS IMPOSTO

.
Um bom planejamento é a chave do sucesso para obtenção de muitas coisas na vida e na área empresarial isso não é diferente. Sabemos que a carga tributária brasileira de fato é alta, mas ainda assim é possível encontrar meios lícitos para as empresas pagarem menos impostos e uma boa alternativa é o chamado planejamento tributário, ou se preferirem elisão fiscal. Confira um pouco deste assunto na matéria abaixo:
.
Pagar imposto é o calo no sapato de qualquer contribuinte. Como o próprio nome diz é imposto. Por isso, poucos ficam confortáveis com esta imposição. Não há um único contribuinte que não gostaria de pagar menos ao fisco. Esta situação poderia ser realidade para muitas empresas brasileiras. Segundo o advogado tributarista e consultor Edison Garcia Júnior, boa parte das empresas formais brasileiras pagam mais impostos do que deveriam. Garcia Junior explica que isto ocorre por vários motivos, entre eles o fato de elas não terem um sistema parametrizado para gerar suas notas fiscais, situação que pode se agravar com a implantação da nota fiscal eletrônica. Outro fator é o enquadramento errado da empresa nos sistemas tributários vigentes - Simples Nacional, o Lucro Real (os impostos são calculados com base no lucro real da empresa apurado considerando-se todas as receitas, menos todos os custos e despesas) e o Lucro Presumido (os impostos são calculados com base num percentual estabelecido sobre a receita, independentemente da apuração do lucro). ''Hoje, mais do que nunca, é preciso que as empresas, por intermédio de sua contabilidade, conheçam de forma minuciosa o que a legislação tributária exige para cada tipo de negócio'', ressalta o tributarista que esteve em Londrina esta semana ministrando um curso sobre Nota Fiscal Eletrônica para associados do Sescap-Ldr. Segundo Garcia Júnior, o tratamento tributário prevê uma grande variedade de grades. Ou seja, uma mesma empresa que tem um determinado produto paga cargas tributárias diferenciadas de acordo com o tipo de negócio. E são estas variações que, se bem gerenciadas, permitem que a empresa recolha o tributo justo. O presidente do Sescap-Ldr, Marcelo Odetto Esquiante, diz que o sindicato não tem o porcentual exato, mas confirma que muitas empresas pagam mais imposto do que efetivamente devem ao Fisco. Segundo ele, isso ocorre por erro no planejamento administrativo da empresa e, principalmente por enquadramento errado no sistema tributário. Ele cita como exemplo uma empresa de desenvolvimento de software que no Simples Nacional deve ser enquadrada no anexo V. Porém, se esta empresa tem uma folha de pagamento cujo valor não chega a 10% do faturamento mensal de, por exemplo, R$ 10.000,00, no Simples ela pagaria 17,5% mais 2% de ISS totalizando 19,50%. O valor pago de imposto seria de R$ 1.950,00. Esta mesma empresa no Lucro Presumido recolheria 13,93% dando um valor de R$ 1.393,00. Portanto, no presumido teríamos uma economia de R$ 557,00 mensais ou R$ 6.684,00 no ano. Mesmo que consideramos o dobro do faturamento teríamos no Simples R$ 3.904,00 e no lucro presumido R$ 3.266,00 uma economia mensal de R$ 638,00 mensais chegando a R$ 7.656,00 anuais. ''Nesta mesma situação encontram-se outras atividades como: escolas de dança, laboratórios clínicos, estúdios de produção teatral e musical, academias de condicionamento físico'', comenta Esquiante. O presidente do Sescap-Ldr recomenda que o empresário sempre procure para assessorá-lo empresas de contabilidade que tenham profissionais qualificados. As empresas não são todas iguais, por isso é necessário um planejamento tributário específico para cada empreendimento. ''Este planejamento deve ser feito a quatro mãos, contador e empresário. Às vezes ocorre de uma empresa ser enquadrada em um sistema tributário por que é mais fácil. Mas nem sempre o mais fácil é o que se paga menos imposto. Por isso é essencial conversar com o seu contador e estudar a melhor alternativa'', orienta Esquiante.
.
. Fonte: Sescap-Ldr
. .

7 comentários:

  1. Os contadores só querem ganhar dinheiro,tudo que é tipo de empresas que pode ser simples nacional eles enquadram como simples, só pq dá menos trabalho. E o empresário que se lenhe para pagar impostos altos e ainda a contabilidade. Eu digo pq trabalhei em um escritório de contabilidade aqui em São Paulo e era assim.
    Contadores são tão ou até mais ladrão que muitos advogados.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo,

    É uma lástima você ter uma visão tão ruim da profissão contábil. Não o discrimino, pois não serei verdadeira se dizer que isto que você relatou não acontece. Mas, o que não pode acontecer é você generalizar! No mercado existe muitos bons profissionais desta área e como em qualquer outra profissão há aqueles profissionais que não faz jus ao nome profissional. Cabe ao empresário verificar a atuação do contador que está contratando para realizar seus serviços, procurar saber de outros clientes como o contador age em detrimento de alguns problemas e ao se enquadrar em algum regime solicitar do profissional um comparativo entre regimes tributários, sempre questionando o porquê e fiscalizando os serviços. Eu penso que é fundamental que qualquer empresário entenda pelo menos o básico da contabilidade para assim saber se está sendo bem assessorado ou não. Mais uma vez peço-lhe que não generalize, pois existem sim muitos bons contadores éticos e competentes.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo blog e pela sua alma iluminada e pela grande vontade de romper barreiras.
    Planejamento tributário é uma grande ferramenta de gestão para o empresário e poucos empresários conhecem essa ferramenta, devemos levar até eles, oferecer esse serviço como um investimento para a empresa. menos imposto mais lucro, mais chances de investir.

    ResponderExcluir
  4. Ô Rose, obrigada pelas palavras. Fiquei lisonjeada!

    De fato, muitos empresários desconhecem ou não utilizam o planejamento tributário e terminam por pagar mais ou indevidamente. Cabe a todos envolvidos nesta etapa ( administradores, advogados e contadores)verificarem os custos-benefícios afim de implementar este recurso na empresa para uma melhor utilização e/ou obtenção de recursos e possivelmente mais geração de emprego e renda para nosso país.

    Rose, mais uma vez obrigada!

    ResponderExcluir
  5. No Lucro Real como vou calcular o icms, qual o procedimento ??????????

    ResponderExcluir
  6. UM ABRAÇO A TODOS OS CONTADORES DESTE BRASIL. PROFISSÃO ESTA QUE É GUARDIAN DO TESOURO PRIVADO COMO PUBLICO POIS SEM UM CONTABILIDADE BEM FEITA E UMA ANALISE DETALHADA DE CADA CASO NÃO DAR PRA GERAR RELATORIOS PRECISOS E INFORMAÇÕES CORRETAS POR ISSO O PROFISSIONAL TEM QUE SE ATUALIZAR CONSTANTEMENTE PARA PRESTAR UMA ASSESSORIA DE QUALIDADE E TRAZER SATISFAÇÃO E SEGURANÇA AO SEUS CLINTES E COLABORADORES.

    ResponderExcluir
  7. uma vez um contador me disse que tem uma forma que a porcentagem não sobe de 3% seria isso possivel?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Reflexões!

Reflexões!
Você já se fez esta pergunta?

“Eu às vezes fico pensando em como seria se os brasileiros falassem. Se protestassem contra o que lhes fazem, se fizessem discursos indignados em todas as filas de matadouro, se cobrassem com veemência uma participação em tudo o que produzem para enriquecer os outros, reagissem a todas as mentiras que lhes dizem, reclamassem tudo que lhes foi negado e sonegado e se negassem a continuar sendo devorados, rotineiramente, em silêncio."


Do livro: O Mundo Bárbaro - Luis Fernando Veríssimo.

É queridos, como seria o nosso país se assim fosse?

Pensem nisso!

"Só podemos dar aquilo que temos. E por menor que seja sempre temos algo a dar."


Procure uma entidade beneficente:

VOLTE SEMPRE!

Registre sua presença no meu de livro de visitas.

Mais uma vez obrigada pela visita!

Aislane Pinto.

INFORMAÇÕES DO MUNDO CONTÁBIL - SOB A ÓTICA DA CONTADORA AISLANE PINTO

Outros Blogs da Área Contábil - Eu recomendo que visite-os!

Indicadores Financeiros